Eu gostaria de saber se meu irmão gay . Eu queria perguntar diretamente pra ele , mas ele não me falaria assim . Ele é carinhoso , joga jogos de tiro no celular , não sai de casa pra brincar, nunca beijou … Eu não sei , talvez seja o jeito dele , mas hj escutei ele falando com um amigo no celular que gostaria de ter a atitude do amigo , ter a coragem , mas tem medo … Muita gente me pergunta se ele é gay , não q me importe . Mas eu queria ajudar , queria mostrar q ele não precisa ter medo de mim , apesar de eu não ser uma irmã muito carinhosa! Me ajuda , como chego nele? L.

Hello, L.! Muito legal sua preocupação com seu irmão. Em minha opinião, porém, sua preocupação nesse momento não deve ser com as preferências sexuais dele. Se, para você, não importa se ele é gay ou não, por que você precisa saber com certeza? Será que não é só por curiosidade?

Meu conselho é que, em vez de se concentrar nessa questão, você comece, com muita calma, a tentar se aproximar do seu irmão e desenvolver uma amizade verdadeira com ele. Só porque você não foi muita carinhosa até agora, não significa que precisa continuar dessa forma. É possível mudar. Aos poucos, procure puxar assunto para conversar com ele. Demonstre interesse pelas coisas das quais ele gosta. Convide-o para fazer algum programa, comer um lanche, assistir um filme, praticar um esporte – ou qualquer outra atividade que vocês dois possam realizar juntos. Com o tempo, à medida que você se aproximar de seu irmão e continuar demonstrando aceitação, é possível que você ganhe a confiança dele e que, então, ele se sinta mais à vontade para conversar com você sobre a vida pessoal. Lembre-se, porém, de que isso levará tempo e exigirá esforço de sua parte e pelo menos algum interesse da parte dele.

Eu acho que vale muito a pena você fazer esse esforço para se tornar amiga de seu irmão. Esse é um relacionamento super valioso de si mesmo (falo por experiência, pois tenho um irmão mais novo), quer ele conte aquilo que você quer saber ou não, quer satisfaça sua curiosidade ou não.

Quanto às outras pessoas, essa questão não é problema delas. Portanto, não se sinta jamais na obrigação de oferecer explicações.

E deixei o mais importante por último: converse muito com Deus sobre esse assunto. Peça para ele dar sabedoria essa situação. Peça, também, para ele ajudá-la a cultivar essa amizade com seu irmão com muito paciência, perseverança e aceitação. Quando pedimos com sinceridade e disposição de obedecer, Deus responde de maneiras incríveis! Confie nisso e faça a experiência!

E, sempre que quiser conversar, estamos aqui!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados