Hey, Su! A paz tudo bom? Espero que sim. Vi sua resposta da minha última pergunta a respeito do Gabriel, e queria agradecer! Su, eu preciso te dizer, eu sou cheia de histórias! KKKKKKK E aqui vai outra: Enfim, eu tenho uma grande dificuldade em fazer amigos, por conta da timidez. Antes eu não era tão tímida assim, e tinha muuuuuuuuuitos amigos! Eu não sei o que aconteceu, de repente fiquei assim. Mas não é sobre a minha timidez em si, que eu quero falar. Na época que eu era mais “solta” e extrovertida, isso em 2014, eu fiz amizade com um menino da minha sala, o Murilo. (em 2014 eu tava no 6°ano B) Eu amava o Mu, era meu melhor amigo messssmo. Contava tudo pra ele. Apesar de fazer umas brincadeirinhas mega sem graça de vez em quando, e às vezes me ignorar perto dos outros amigos, éramos melhores amigos. Entendo ele por agir assim, afinal ele não deixa de ser um garoto né! (KKKKKKK) Porém, eu não era convertida naquela época. Eu era bem boca suja, às vezes bem chata e meio barraqueira também. Fazia bastante coisa errada. Um dia quis impressionar uma amiga minha e inventei uma história. Porém, uma mentira leva outra, e nisso criei uma bola de neve de mentiras. Eu as contava pro Mu também. Um dia ele descobriu. Menti e inventei uma coisa horrível, envolvendo outro garoto nelas. O que eu fiz foi feio mesmo. O Mu ficou muitíssimo chateado comigo, Su. A mãe dele também, deu a entender que ela nem queria mais ele perto de mim. Quando convidei ele pra minha festa de final de ano, a mãe não deixou ele ir. Okay, depois nos reconciliamos e voltamos a ser amigos. Aí em 2015, eu fui pro 7 ano. Eu caí no 7°C e o Mu no 7°A. Eu fiz amizade com o povo do 8°ano, e comecei a ignorar todos os meus outros amigos. Perdi todos. Exceto o Mu, ele sempre ficou do meu lado. Minha melhor amiga na época, a Lívia até me perguntou se eu não gostava dele e vice-versa de tão forte que era nossa amizade. Só pra constar, foi ele quem convenceu o Vinícius a me pedir em namoro. Ele sempre fez de tudo por mim. Eu era uma pessoa horrível, como já disse. E depois de muito tempo, consegui com que ele se afastasse de mim também. Assim como os meus outros amigos. Depois eu percebi que o povo do 8°Ano era interesseiro, e logo logo eu deixei de ter valor pra eles. E aí, fiquei SEM AMIZADES. Fui pro 8° ano só com a Júlia de amizade ( conheci ela no 7°ano) mas quando eu me converti, me afastei dela pq ela era/é muito negativa. E desde o ano passado eu sou sozinha. Não tenho nem um amigo sequer. Eu vinha sentindo cada vez mais falta do Mu, e percebi a burrada que fiz. Não só dele, mas também de outros dos meus antigos amigos. Mas o Mu é especial. Me senti muuuito mal por ter perdido ele. Consegui abafar esse sentimento um pouco. Porém começaram as aulas, e adivinha? Caímos na mesma sala, no 9°A. Sentamos perto, ainda por cima. Eu olho pra ele, e sinto MUUUUUUUUITA falta, da vontade de chorar. Ele nem me cumprimenta mais, parece que não nos conhecemos. Su, eu quero muito a amizade dele de volta! Como eu faço isso? Morro de vergonha de falar com ele depois de tudo, morro de vergonha da pessoa que eu era. EU QUERIA MUITO QUE ELE SOUBESSE QUE EU MUDEI! Que não sou mais aquela menina de antes. Que agora estou bem diferente. O que vou fazer Su? Além do mais, eu exclui ele do Facebook, num momento de raiva. Eu tô super angustiada. Me ajuda, Su! E.

Hello, E.! Sempre bom receber suas perguntas 🙂

Então, amiga, é o seguinte: quando a gente muda, cresce, amadurece – enfim, quando Deus vai trabalhando em nossa vida, a gente precisa ter calma e paciência, pois às vezes demora para as outras pessoas perceberem que não somos mais as mesmas de tempos atrás, ou pelo menos para notarem o quanto mudamos.

Portanto, meu conselho é que você fique na sua, sem se angustiar e sem tentar fazer alguma coisa para “consertar” essa situação. Deixe Deus fazer o trabalho dele dentro de você e, como tempo, isso vai se tornar visível para todos. Se você está andando perto de Deus, conversando sempre com ele, lendo a Bíblia, tendo um relacionamento sério com ele, isso vai ficar evidente. É impossível a luz de Cristo brilhar dentro de nós sem que as pessoas vejam.

Peça para Deus lhe dar muita calma e muita paciência nesse período, para que você confie nele e dependa dele – em vez de tentar resolver as coisas sozinha.

Então, quando as pessoas repararem nas mudanças, você vai poder contar para elas que Jesus fez isso por você! Não é o máximo?

Eu sei que é difícil “não fazer nada”, mas no seu caso, isso significa deixar Deus fazer tudo – o que é uma grande coisa! Ele pode lhe dar sabedoria e todo o necessário para esperar e ele pode trabalhar para você recuperar as boas amizades que se perderam ao longo do tempo (se essa for a vontade dele). Então, quem sabe, você poderá tentar se reaproximar e recomeçar esse relacionamento 🙂 Confie nisso e fique na paz, amiga.

Até a próxima!

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados