Oi Su! Como vai? Eu estou bem e ao mesmo tempo não… Eu estou bem feliz na faculdade, comecei a interagir com as pessoas logo no segundo dia, acho que já tenho amigos! Só que meu emocional não anda lá essas coisas… Às vezes sou bem repetitiva com relação a esses assuntos relacionados a namoro, me perdoe por isso, Su, mas esses dias tenho ficado triste e até chorado porque eu sinto que nenhum rapaz nunca se interessa por mim e minha mente se enche de pensamentos como por exemplo se há algo de errado comigo, se sou feia, chata ou nem um pouco atraente. E também porque eu sou bv ainda, enquanto a maioria das pessoas que têm a minha idade não são e eu morro de vergonha disso. Ah, Su, eu cresci sonhando com o dia que eu iria encontrar alguém muito especial e que fosse recíproco mas parece que nunca vai acontecer, tem sido muito difícil ter paciência. Eu tenho muito medo de ficar só, porque amar e ser amada, construir uma família é o meu maior sonho desde sempre…E eu tenho medo de não dar certo com ninguém e sofrer como acontece com as pessoas da minha família, não quero ser mais uma, isso me dá muito pavor. As vezes eu acho tudo tão injusto, tantas pessoas que namoram com um monte de gente (não que eu queira isso) e outras que não tem ninguém. Tantos rapazes lindos e legais e nenhum olha para mim. Tem também a questão dos desejos, sabe?! Eu não sei lidar com eles, o que faço, Su? Até mais! C.

Hello, C.! Que bom saber que você está curtindo a faculdade! Que Deus continue a sustentá-la e guiá-la nos seus estudos!

Eu entendo sua tristeza e sua impaciência quanto às questões de relacionamento. Em parte, elas são naturais e, talvez, resultado de alguns pensamentos que Deus ainda precisa trabalhar dentro de você.

Primeiro, o fato de você ser bv na verdade é uma coisa boa. Agradeça a Deus porque você está guardando essa expressão física de afeto para o tipo certo de relacionamento. Se você ainda não leu este post sobre o assunto, dê uma espiada para entender melhor:

http://depapocomasu.blog.br/relacionamentos/2018/07/tres-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-beijar/

Segundo, em geral, a gente não se sente atraente porque ainda não entendeu o quanto somos preciosas para Deus, como ele nos idealizou e nos formou com imenso carinho e quanta beleza ele nos deu. Nós “medimos” nossa beleza e atratividade em relação a outros e, com isso, assimilamos ideias distorcidas do que é ser valorizada, amada e bela. Você já leu nosso post sobre beleza? Veja aqui:

http://depapocomasu.blog.br/corpo/2018/04/onde-mora-sua-beleza/

Terceiro, seus desejos são legítimos. Você não precisa brigar com eles. Eu sei que é difícil aceitá-los e conviver com eles, mas Deus os colocou dentro de você para o momento certo, que ainda não chegou. Essa é uma oportunidade de Deus fortalecer sua confiança nele – nos bons planos dele para sua vida, na história que ele já escreveu para você. Claro que às vezes é doloroso olhar ao redor e ver que outros parecem ter exatamente aquilo que você quer agora. Conte essa dor para Deus também. Não tem nada de errado em ser repetitiva em suas orações! E saiba que, no fim das contas, no meio disso tudo, Deus quer lhe mostrar algo muito precioso. Para saber o que é isso, leia aqui: http://depapocomasu.blog.br/deus/2018/02/suficiente/

Não desista de apresentar seus sentimentos, desejos, tristezas e frustrações para Deus. Ele quer ajudá-la a atravessar essa fase e fortalecê-la no meio dessas dificuldades e esperas! Ele é sempre bom e ele sempre planeja o nosso bem. Apegue-se a isso com sua mente, mesmo que seus sentimentos nem sempre acompanhem.

E volte para conversar sempre que quiser, sobre o que quiser, mesmo que lhe pareça repetitivo. Eu também tenho dificuldades recorrentes, sobre as quais eu preciso falar com alguém de tempos em tempos, portanto eu entendo – e Deus entende melhor ainda!

Fique em paz, amiga, e até a próxima!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados