Oi Su! Como vai? Lembra de mim? Eu gostei bastante da sua resposta, mas continuei ainda pensando sobre o rapaz certo depois (é meio difícil tirar algo que você pensa muito da mente rápido), e semana passada uma pessoa falou comigo, tipo do nada, que eu deveria esperar o tempo certo. Eu fiquei bem feliz porque senti que foi uma mensagem que Deus enviou para me acalmar. Mas Su, tem outras coisas que me incomodam e eu gostaria de um aconselhamento. Eu fiz um cronograma para revisar as matérias, pois eu vou fazer vestibular esse ano. Só que não estou conseguindo me organizar, nem com as próprias coisas da escola. Sinto como se estivesse travada para os estudos, apesar das boas notas. O que devo fazer? A outra coisa é que apesar de acreditar muito em Deus, saber que Ele se importa comigo e me sentir em paz quando falo sobre as coisas que me deixam mal, porque sei que Ele me ouve. As vezes sinto que estou distante. Tipo quando você está boiando na praia de olhos fechados e quando percebe se afastou um pouco da margem. O que devo fazer para não sentir essa sensação de afastamento, Su? Desculpa novamente pelo texto grande, eu gosto muito de escrever! Beijos, Su! Amo suas respostas, você é super sábia, Deus continue te abençoando!! C.

Hello, C.! Claro que me lembro de você 🙂 Feliz de saber que Deus está usando nossas conversas em sua vida. Ele é sempre bom! E fique tranquila, pois essa mudança de hábito mental é um processo, que leva tempo. Continue a pedir a Deus que lhe dê paz e confiança nele nessa área e tenha paciência consigo mesma também. É meio como a transição capilar, rsrs.

Quanto aos estudos, minha sugestão é que você revise esse cronograma, pedindo a Deus que a ajude a ser bem realista sobre disponibilidade de tempo, carga de tarefas, etc. Não sei se é seu caso, mas às vezes a gente se propõe a fazer umas coisas meio utópicas, e depois se frustra, rs.  Reserve um período fixo todos os dias para estudar e remova todas as distrações (música, televisão, celular, computador, conversas ao redor, etc.). Isole-se o máximo possível por períodos curtos (tipo uma hora por vez) para dar a si mesma a chance de se concentrar. É melhor fazer tempos curtos intercalados com pequenos intervalos (de 10 a 15 minutos) do que tentar estudar várias horas em seguida. Lembre-se, ainda, de que cada pessoa tem uma forma de aprender. O que funciona para você: fazer desenhos ou resumos? Ler em voz alta? Movimentar-se pelo quarto enquanto estuda? Repetir? Copiar? Fazer associações de palavras e ideias? Deus pode ajudá-la a melhorar seu método de estudo, para que ele se torne mais produtivo. Aliás, pode ser interessante você conversar com um professor, coordenador ou outra pessoa de sua confiança na escola e compartilhar essa dificuldade que você está tendo. Uma opinião de fora, de alguém que saiba mais exatamente como estão indo seus estudos, pode ser útil. E quem sabe essa pessoa pode lhe dar sugestões especificas de método e organização de acordo com o que você está estudando agora.

E, quanto a essa sensação de afastamento, nessas horas a gente precisa lembrar que nossa fé nunca deve se basear em sentimentos, mas naquilo que sabemos a respeito de Deus, conforme ele se revela para nós na Bíblia. Todos os cristãos, de todas as épocas, tiveram essa impressão. Ela faz parte da jornada cristã e, aliás, Deus pode usá-la para fortalecer nossa fé, pois esses são momentos em que continuamos lendo a Bíblia, apresentando nossas dificuldades para Deus e expressando nossa gratidão diária mesmo sem sentir a presença dele. Deus está sempre bem próximo. O Espírito Santo habita dentro de você. Apegue-se a esse fato e peça que o Senhor fortaleça sua confiança nele. E espere… É, eu sei, é bem difícil! Medite sobre as palavras de 2Coríntios 4.18 e deixe Deus falar ao seu coração a esse respeito.

E apareça sempre que quiser!

Até a próxima 🙂

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados