Oiee Su! Primeira pergunta desse ano :D Olha, eu estava estudando João 1 e fiquei com umas dúvidas. Ia mandar para o Gotquestions, mas resolvi enviar para você. Eu estudei pela Bíblia Garota de Fé e através do site Biblioteca Bíblica. Aqui vai: Em 1.3 “Por meio da palavra, Deus fez todas as coisas, e nada do que existe foi feito sem ela” Tal versículo testifica que Jesus também é criador (conclusão do site, que sendo sincera, eu desconhecia que Jesus também é criador, uma vez que POR MEIO DELE é diferente de ELE PRÓPRIO executando a ação. Daí pensei numa grama que precisa ser cortada. POR MEIO DE uma máquina ou aqueles tesourões ALGUÉM CORTA a grama, chegando nalgum resultado. Então, o grama aparada depende da tesoura, logo, a tesoura também é responsável pelo resultado final, ela também fez o resultado final ser aquele. Deus Pai é quem corta, Deus Filho é a tesoura. Seria isso?) Agora veja em 1.7 quando falam de João Batista “[…] Ele veio para que POR MEIO DELE todos pudessem ouvir a mensagem e crer nela.” No entanto, posso dizer que João Batista é responsável pelas pessoas crerem ou isso independe dele e é ação exclusiva do Espírito Santo? Penso que João é responsável por fazê-las ouvir, enquanto o E.S é sempre incumbido de fazer o povo crer, ainda que nesse versículo ele nem seja citado. No entanto, me lembrei que nada do que fazemos é com nossas próprias forças, Deus é quem nos dá a capacidade de falar, andar, comer, ouvir de verdade, ver, amar, abaixar, pular, desenhar, escrever, arrumar o cabelo, ou seja, tudo! Então, a palavra POR MEIO DE que se refere a João Batista, não se refere a ele verdadeiramente? Afinal, até mesmo ouvir é algo dado por Deus e o falar de João Batista também era. POR MEIO DE JOÃO BATISTA algo foi feito? Nós somos sempre instrumentos de Deus, Ele não precisa de nós porque é autosuficiente, mas ainda assim nos dá a oportunidade de participar da missão. Se minhas perguntas ficaram confusas, tentarei reformulá-las. Abraços e até mais! D.

Hello, D.! Que bom receber sua primeira pergunta do ano 😀
Ela precisa ser respondida em duas etapas, pois, na verdade, são duas situações um pouco diferentes.
Para entender direitinho, a gente precisa começar do versículo 1, em que João fala a respeito de Jesus: “A Palavra (logos, em grego) estava com Deus e a Palavra era Deus”. Precisamos lembrar que, dentro da Trindade, há três Pessoas que, na verdade são apenas um ser divino. Portanto, podemos dizer que Jesus é Deus. A expressão “por meio dele” é tradução do termo grego δια (dia), uma preposição que significa “por meio de, com, por” e pode ser usada de várias maneiras. Podemos dizer, então, que Deus (que é um só), criou todas as coisas por meio da parte do ser dele que chamamos de Jesus. Da mesma forma, podemos dizer que Deus nos santifica por meio do Espírito Santo (a parte do ser de Deus que realiza a santificação), ou podemos dizer que o Espírito Santo nos santifica – no fim das contas, dá na mesma. No caso do logos na criação, não é exatamente um sentido de instrumentalidade, como você falou do cortador de grama, pois o jardineiro e o cortador nesse caso não são duas entidades separadas. Deus Pai, Filho e Espírito são uma entidade só. A meu ver, o sentido aqui é mais de trabalho conjunto, colaboração. Deus Pai e Filho trabalharam juntos na criação do mundo. Deu para entender?

No versículo 1.7, é usada a mesma preposição para João Batista. Nesse caso, porém, é com um sentido mais evidente de instrumentalidade. João foi instrumento de Deus para a conversão de outros. Ele não tinha capacidade ou poder algum de converter ninguém. Essa obra foi realizada pelo Espírito, usando João como “ferramenta”. Aí sim, o Espírito é o jardineiro e João é o cortador de grama. João é responsável pela salvação das pessoas apenas na medida em que ele se deixou ser usado por Deus. Mas, ele não é fundamental para essa salvação. Se João houvesse se recusado a anunciar o evangelho, Deus teria realizado a mesma obra por intermédio  de outra pessoa que dispusesse. Se o cortador de grama resolve travar, o jardineiro pode usar a tesoura 🙂 Como você disse, ser usadas por Deus é um privilégio que ele nos dá, e não algo necessário para ele.

Embora a diferença entre as duas situações não seja super nítida, ela existe, pois em um caso a preposição dia se aplica a uma colaboração dentro do ser divino – logos / Deus / Jesus e, no outro, se aplica a um ser humano que foi usado pelo Espírito.

Se não ficou claro, fique à vontade para enviar mais perguntas.
Ah, aproveito para recomendar a Bíblia de Estudo NVT. Eu colaborei na tradução e posso dizer que é extremamente útil para você se aprofundar na Palavra. Veja aqui: https://www.amazon.com.br/gp/product/B07FDT8PK9/ref=as_li_tl?ie=UTF8&tag=mc2018-20&camp=1789&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=B07FDT8PK9&linkId=77d5aa766c928fc3fd4bcae77d3bb533

E fique ligada, pois em 2020, se Deus quiser, será lançada uma Bíblia de estudo e devocional para meninas com comentários da Su 🙂

Até a próxima!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados