Quando eu penso que está tudo bem, algo acontece! Su, eu queria saber sua opinião, porque talvez eu tenha interpretado errado. Bom, foi o seguinte, eu estava conversando com meu amigo, sobre o sentido de ter uma boa formação. Nisso, eu comentei com ele, que eu não sabia se eu ia fazer medicina. Porque seria tanta pressão, tanto no vestibular como na faculdade. E eu questionei se valia a pena. Eu falei, que eu considerava a possibilidade de procurar outra profissão e de talvez nem fazer um curso superior, e abrir uma pequena empresa de decoração. E eu questionei o sentido de se matar tanto, e eu até falei sorrindo “Afinal, Jesus está quase voltando mesmo”. E aí ele me disse que isso poderia ser no século que vem, e eu comentei que com certeza não vai demorar tanto sim, até porque, já estamos vivendo os últimos “segundos” da igreja na Terra. E ele me disse que não tinha nada a ver, porque nosso tempo era diferente do de Deus. E eu disse que realmente, entretanto, já tinha se passado tanto tempo desde que Jesus prometeu e que se nós olhássemos os sinais dava pra ver que está perto. E ele me perguntou por que estava perto. Eu dei uma explicação, em sinal negativo ele disse “Nah”. Ou seja, ele não acredita que a volta de Cristo está próxima, ele acha que é mais provável que aconteça século que vem ou daqui vários seculos. E ele usou como argumento que ninguém sabe o dia e a hora, realmente, mas Deus deixou sinais para que a gente pudesse interpretar e entender que estava se aproximando o tempo, certo? Bom, depois disso, ele começou a me falar que não fazia sentido esse negócio de não fazer um curso superior. E eu perguntei para ele o porquê, nisso, ele me disse que era super necessário fazer uma faculdade para me incluir no mercado de trabalho (o que eu não discordo, vivendo nessa nossa sociedade). E ele ficou dizendo que eu precisava me formar na faculdade, tirar mestrado, doutorado, porque ele disse “O que é um diploma de faculdade? Não é nada”. E eu levantei a questão, de que: e se eu não estiver preparada para cursar medicina, algo extremamente científico? E eu até comentei que eu abriria mão. Enfim, aí ele continuou insistindo dizendo que eu preciso de uma faculdade e aí ele comentou que ele com certeza ia fazer, porque ele não queria passar fome. Aí ele brincou, falando “Você vai ficar brava mas… eu não vou ficar com alguém que vende colar/artesanato na praia” e eu disse “Tá bom” e ele ficou ofendido. Enfim, aí a gente entrou pra sala e ele ficou insistindo na mesma coisa. E aí ele ficou falando, eu acho, que queria fazer um curso superior porque ele não queria ter qualquer trabalho, e aí ele falou que não queria ser alguém que não tem opção de trabalho porque não estudou. E que ele não quer um currículo comum, porque não é o que o mercado de trabalho procura. Sei lá, eu sei que é necessário ter uma profissão. Mas, o que você acha do jeito que ele falou? Ele fala desse jeito porque a mãe dele é formada, a maior parte da família dele também. Aí eu fico pensando, minha mãe não é, o que ele pensa dela? Às vezes a mãe dele também fala de um jeito estranho, tipo, ela disse para ele não pedir isenção na prova, porque eles não são “pobres miseráveis”. O que você acha? D.

Hello de novo, D.! 🙂

Não vou entrar na questão do fim dos tempos, pois esse é um assunto bem controverso que, a meu ver, não vem ao caso aqui.

Quanto aos comentários de seu amigo sobre formação acadêmica/mercado de trabalho, eles refletem claramente uma visão mundana das coisas, ou seja, que não vela os planos e os propósitos de Deus em consideração. De fato, do ponto de vista do mundo, quanto mais formação acadêmica você tiver, maiores as chances de sucesso (embora, dependendo da área, um curso técnico talvez possa dar mais “empregabilidade” que mestrado, doutorado, etc.). Do ponto de vista de Deus (o único que verdadeiramente importa), contudo, ele pode usar sua vida para os planos e propósitos dele com ou sem uma caixa cheia de diplomas. Sua prioridade como cristã não é fazer carreira, ter um excelente salário e alcançar sucesso e projeção. Sua prioridade é servir a Deus e a outros conforme ele lhe mostrar. Isso pode incluir faculdade e pós-graduações ou não.

Se, para seu amigo, é importante ter ao lado dele uma mulher que projeta sucesso de acordo com os padrões do mundo, essa é só mais uma confirmação de que as prioridades dele são bem diferentes das suas. Eu sei que é triste ouvir isso, mas pelo que você descreve, embora vocês tenham um relacionamento bom, há um descompasso entre vocês dois em coisas fundamentais.

Portanto, não se deixe influenciar pelo discurso dele. Continue a buscar a direção clara de Deus para sua vida profissional. Ela poderá assumir diversas formas, desde o caminho mais “tradicional” até algo completamente inesperado!

Peço a Deus que lhe mostre o próximo passo e lhe dê paz!

Até mais!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados