Su, eu gosto muito de um garoto não cristão. Eu falei com meu pai que ele ia vir aqui para me pedir em namoro, mas meu pai disse que não apoia porque ele não é cristão. Eu entendo o ponto dele, que isso é julgo desigual e tals, mas acho que meu pai também está julgando muito o menino. Só porque ele não é cristão, não quer dizer que irá me fazer sofrer. O sofrimento é algo que faz parte de qualquer area da vida, eu já sofri com o coração partido por causa da minha família, e isso me fez tão mal que desenvolvi ansiedade. Sempre fiz as coisas certas, e tentei nunca me afastar de Deus. Eu creio que se tiver realmente num compromisso com Deus, esse menino não vai me afastar Dele. Não sei o que faço, porque não quero magoar meu pai, mas também não quero magoar o menino. Nunca tive esse desespero para namorar, e sempre esperei pelo garoto certo. Quando esse apareceu, eu orei muito para que Deus tirasse do meu coração, e depois orei para que me ajudasse. Mas sempre que eu pergunto o que eu devo fazer, Ele me mostra que não vai proibir e que me entende, Ele diz que eu posso, mas meu pai diz outra coisa. Me ajuda. E.

Querida E., entendo sua situação, amiga. É verdade que namorar um garoto cristão não garante que você não vai se magoar. Essas coisas fazem parte da vida. Também é muito legal que você tenha essa preocupação de obedecer a seu pai e de buscar a direção de Deus. Essas duas coisas são fundamentais para que você tenha uma vida que alegra o coração de Deus (e o seu também).

Existem algumas coisas, porém, que você precisa considerar:

1 – O que é jugo desigual? Quando a gente usa essa expressão sem compreender de verdade o que ela significa, aí é meio difícil entender o que Deus está nos instruindo a fazer. Para ter isso mais claro na sua cabeça, veja este post:

http://depapocomasu.blog.br/relacionamentos/2018/02/gosto-de-um-menino-que-nao-e-cristao-e-agora/

2 – Só porque Deus não tira um sentimento por alguém de nosso coração, não significa que é um relacionamento que ele aprova. Às vezes, Deus quer nos ensinar a agir de forma contrária a nossos sentimentos, pois somos seres racionais, que não se deixam levar apenas por emoções e impulsos. Felizmente, não precisamos fazer isso com nossas próprias forças. Quando tomamos a decisão de obedecer, Deus sempre nos ajuda! Para entender melhor, veja aqui:

http://depapocomasu.blog.br/relacionamentos/2018/02/por-que-deus-nao-tira-esse-sentimento-de-meu-coracao/

3 – Deus já deixou a vontade dele bem clara (veja o posto do item 1, acima) para você. Deus não vai fazer um piano cair na sua cabeça só para impedi-la de namorar um garoto não cristão. Ele quer que você tome a decisão certa, com a ajuda dele. Eu posso lhe garantir que Deus não está dizendo que você pode, pois na Bíblia ele já disse que você não pode. Deus não se contradiz. Quem está dizendo que você pode é seu coração que, no momento, está mentindo para você. Sim, eu sei que é ruim ouvir isso, mas é verdade.

Eu entendo que você está numa situação difícil, pois não quer magoar outras pessoas – e entendo como isso tem a ver com seu contexto de sofrimentos passados.

Sua maior preocupação, porém, deve ser em agradar e alegrar o coração de Deus. Busque forças nele para tomar a decisão certa, por mais impossível que pareça no momento. A gente não faz as coisas certas só para “ter crédito com Deus” e, então, numa hora dessas, achar que tem o direito de fazer as coisas do nosso jeito. A gente faz coisas que agradam a Deus porque ele nos ama absurdamente, porque as instruções dele são para o nosso bem, porque a gente quer ter intimidade com ele, e não só um relacionamento superficial de obediência a regras. Peça para Deus aprofundar e fortalecer sua confiança na bondade dele e para ele ajudá-la a fazer a coisa certa (de acordo com as instruções dele) nesse momento. Se você pedir com atitude de sujeição e disposição, eu lhe garanto que Deus responderá de maneiras incríveis. Confie nele!

E, sempre que quiser conversar, estamos aqui!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados