Su meu nome é E., tenho 18 anos e estou tendo alguns problemas de crise existencial, sou criada na igreja de berço, porém tive alguns problemas de desvio ou o que eu vou chamar de “não conversão” nesse meio tempo, eu meio que me batizei aos 12 pela reputação de cristã, pois eu era regente do grupo de adolescente, mas sabendo da responsabilidade do batismo, porém era algo que não foi exatamente trabalhado em meu coração, fazia tudo de errado lá fora, nunca perdi a virgindade, mas gostava de um menino que eu permitia que ele me apalpasse, isso na escola, nos momentos em que estava com ele, gostei muito dele, mas fiquei desiludida quando ele falou algo muito ruim pra mim, tive uma vida muito conturbada, enfrentei a separação dos meus pais, era uma filha rebelde com minha mãe e tive que enfrentar o problema do rancor dela quando eu optei por morar com meu pai e não com ela, enfim, um dia na igreja, já estava com 16 se não me engano, o Pastor falou que gostaria de chamar na frente as pessoas para uma nova conversão, para aceitar a Cristo de novo, e pra mim foi naquele momento em que aceitei a Jesus, pois nunca tinha sido Cristã de verdade, ali na frente sozinha entre eu e Deus, enquanto o Pastor orava eu clamava pelo Espírito Santo, e eu estava com o coração dolorido de tantas adversidades que eu efrentava com minha família e com raiva de uma menina na igreja que nem sabia que estava com raiva dela, na verdade, era inveja pois ela estava namorando um menino que eu gostava da igreja! Naquele momento da oração eu senti que devia abraça-la e não sentir raiva, pois ela não havia feito nada pra mim, eu comecei a perdoar tudo o que a minha mãe tinha feito pra mim e senti uma mudança espiritual em meu ser sem igual,eu abracei a menina e o Espírito Santo nos tomou d uma forma linda, fui chamada até de bailarina de Cristo kkk,em 2 meses eu frequentava mais a casa do Pastor, tinha um temor no meu coração, amava a Palavra de Deus e sentia que Ele falava comigo a todo momento, em sonhos, leitura , era maravilhoso! Até que eu voltei pra escola, no meu terceiro ano de colegial, eu não tinha vergonha de falar que era Cristã, mas não tomei atitudes muito corretas, participei indiretamente de coisas que na minha “mente” não faziam mal, e se eu te contar, vão parecer pequenas, pq eram trotes da escola, mas eu não dançava nem nada, porém sei que não agradaram a Deus pq eu tinha o nome de Cristã,falava muito de religiosidade, mas não me tornava diferente dos outros. Me senti uma “fariseu”, depois do colegial, nunca mais consegui resgatar o meu primeiro amor,ainda sou regente dos Jovens da igreja, porém comecei a faculdade , ganhei uma bolsa e que eu creio que foi Deus que me deu, porém tem sido cada dia mais difícil recuperar a essência minha com Deus, sinto que choro muito, me comovo com os erros do dia a dia, como fazer algo que não deve, mentir, cobiça, porém não consigo mudar e as vezes não vejo possibilidade de mudança, no meu trabalho às vezes não quero desagradar alguém, convivo com uma pessoa que fala mal dos outros o dia inteiro e não tenho voz nem coragem pra falar que eu não quero ouvir esse tipo de coisa, é muito difícil pra mim! Ultimamente sinto que minhas orações não passam do teto, não consigo achar sinceridade em meu coração, sou mimada e as vezes nem me suporto! Sinto falta de algum namorado também, porém não tem jovens que me encantem na igreja e só consigo gostar de meninos do mundo, e se fosse assim pelo menos, mas me sinto culpada pois não sei nem se gosto ou só se acho bonito, pois me sinto muito carente, sinto falta da minha família, pois meu pai casou e sinto que ele não tem mais tempo pra mim, pois minha madrasta ( que é um amor) tem 3 filhos, com concepções totalmente diferentes do que eu aprendi, sinto saudades da minha mãe, que saiu da igreja e não consigo nem expressar essas palavras em oração, pois penso que deveria sentir algo, mas não consigo sentir mais a presença de Deus em minas orações, é uma série de coisas e eu estou completamente perdida, sem direção tendo uma vida rotineira, mas me sentindo na obrigação de ler a Bíblia todos os dias ( e leio) e orar ( e oro, mesmo sem sentir nada eu paro 5 minutinhos pelo menos é oro pra não me sentir culpada de não ter feito isso. Não tem sido fácil, estou muito perdida de verdade e sinto saudade do meu primeiro amor, porém não vejo um caminho pra resgatalo e por mais que eu peça perdão dos meus pecados, sinto que falta sinceridade em meu coração, o que eu gostaria muito de conseguir, mas tem sido tão difícil pois estou perdida! Preciso de ajuda,se puder me falar algo da parte de Deus e orar por mim ficarei agradecida muito agradecida! E.

Querida E., vamos começar pelo começo, rs.

  1. Quando você aceitou Cristo como seu Salvador, o Espírito Santo veio morar dentro de você para sempre. Nada do que você faça ou deixe de fazer pode separá-la do amor de Cristo. Veja aqui:

http://depapocomasu.blog.br/deus/2018/02/tres-coisas-para-voce-pensar-hoje/

  1. Além do mais, a obra de santificação (a transformação que o Espírito Santo realiza dentro de nós aos poucos) não acontece com nossas próprias forças. Existem coisas que podemos fazer para nos cultivar nosso relacionamento com Deus. Veja alguns exemplos aqui:

http://depapocomasu.blog.br/deus/2018/02/faq-5-como-me-aproximar-de-deus/

  1. No fim das contas, porém, que realiza as mudanças é Deus. Um “fariseu” é alguém que imagina que pode se salvar (ou continuar salvo) por causa de seu bom comportamento e de suas boas ações. No entanto, a salvação é para sempre (não existe essa história de “perder a salvação”) e não depende de nada que tenhamos feito ou deixado de fazer. Veja Efésios 3.4-9. O que mantém você salva é a graça de Deus, e não um bom comportamento. Os comportamentos corretos são resultadosde um relacionamento com Deus.
  2. A verdadeira fé não se baseia em sentimentos, mas sim, naquilo que sabemos a respeito de Deus. Lemos a Bíblia para aprender verdades sobre Deus às quais podemos nos apegar nos muitos momentos em que não sentiremos absolutamente nada por ele. Sim, todos os cristãos têm fases (muitas vezes longas) em que não sentem o primeiro amor. É nessas horas que nossa fé precisa ser fortalecida pela confiança de que Deus está conosco, não importa como estejamos nos sentindo. Os sentimentos mudam de um dia para o outro, mas o amor e o cuidado de Deus por nós nuncamudam.
  3. O foco da vida cristã é… Cristo! Rsrs. Em minha opinião, um dos motivos pelos quais você está angustiada e frustrada com sua caminhada cristã é o fato de estar olhando para si mesma – suas imperfeições, seus pecados, seus comportamentos, seus sentimentos, sua culpa, suas inadequações. Meu conselho é que você peça ajuda de Deus para voltar seus olhos para Cristo. Pense em quem ele é, no que ele fez por você, no quanto ele a ama, no fato de ele ter escolhido você antes de o mundo existir, de ele ter planejado cada etapa de sua vida antes de você nascer. Leia o salmo 139 com calma e medite sobre ele.

Pense nisso tudo que lhe falei, apresente essas ideias para Deus e, quando quiser, volte aqui para conversarmos mais. Esse é um assunto extenso, para ser tratado aos poucos. E, para terminar, medite também sobre Romanos 8.32-39.

Até breve!

 

Kisses,

Su

Compartilhe!:

Posts Relacionados